Actualización sobre el ataque de Bulgaria.

Queridos irmãos, segue tradução sobre informações mais recentes dos ataques realizados na Bulgária por partidários do VMRO (Partido Búlgaro extremista)
 
Logo abaixo a tradução, segue o original em inglês.
 

 
Informações mais recentes sobre o ataque [aos nossos irmãos] na Bulgária [Na Comemoração da Morte de Cristo]
Gostaríamos de agradecer às muitas pessoas que têm se perguntado como estão os nossos irmãos e irmãs após superarem, de modo maravilhoso, os ataques aqui na Bulgária, mais recentemente o ataque na cidade de Burgas.
Ante de mais nada, gostaríamos de informá-los que todos estão bem e que não são esperados mais ataques. Dos cinco irmãos que receberam cuidados médicos, nenhum se machucou gravemente. Apenas um irmão precisou fazer uma cirurgia corretiva no nariz.
Mas, o que exatamente levou a esse ataque?
Os manifestantes foram organizados por um grupo político chamado VMRO. Sua plataforma política se baseia na ideia de uma “Bulgária limpa”, ou livre de todas as influências que não tenham origem búlgara (mais ou menos como o partido Nazista). Atualmente eles não têm forte influência no governo.
É muito interessante que, as Testemunhas de Jeová são as únicas a quem eles escolheram perseguir publicamente. Talvez porque podemos ser uma boa oportunidade de mídia para eles. Por mais de dez anos, eles têm espalhado mentiras sobre nós pela mídia, nos chamando de “seita perigosa” e afirmando que nós incentivamos o suicídio, que matamos os nossos filhos e recusamos tratamento médico.
Eles também têm afirmado que nós estamos proscritos em vários países da Europa, embora, na realidade, ocorra o contrário.
Desde que foi instalada a filial da Bulgária, em 2007, formou-se um Departamento Legal, que agora processa os meios de comunicação responsáveis por veicularem tais calúnias.
E uma vez que a mídia não faz mais isso por eles, os membros da VMRO começaram a aparecer eles mesmos nos meios de comunicação e a continuar a contar as suas mentiras.
O VMRO tem pessoas em lugares estratégicos, a ponto de causar grandes dificuldades para a construção de Salões do Reino nas propriedades da organização. Na pior situação, em Varna, já por uns dez anos, o Departamento Legal levou a cidade à justiça devido às suas ações ilegais relacionadas à nossa propriedade.
Naturalmente, o fato de as TJ estarem ganhando as batalhas judiciais tem aumentado a frustração do VMRO.
No dia seguinte ao ataque, o líder do partido VMRO em Sofia disse em uma entrevista que eles escolheram a Comemoração da Morte de Cristo para o protesto porque, do ponto de vista do partido, não deveria ser permitido a esta seita perigosa ter qualquer coisa a ver com Jesus Cristo. (Antes, um dos maiores mal-entendidos sobre as TJ era que nós não acreditávamos em Jesus. Agora, todo o país tem tomado conhecimento de que acreditamos)

 

Ele também disse que eles acharam que tinham de responder de uma maneira mais agressiva, uma vez que durante as três semanas anteriores nós também fomos agressivos na nossa obra de pregação (referindo-se à campanha de distribuição de convites da Comemoração.)
Como sabemos, Jeová pode transformar uma maldição numa benção. Embora tenhamos sentido pelo que os irmãos e irmãs locais tiveram que sofrer nos ataques, isso tem resultado num grande testemunho.
A maioria dos búlgaros ficou chocada e horrorizada com o que aconteceu. Isso tem abrandado a atitude de muitas pessoas para com as Testemunhas de Jeová.
Pela primeira vez, os meios de comunicação têm permitido às TJ esclarecer de maneira aberta as mentiras que têm sido falada contra elas e eles, também, estão se dando conta de que somos uma organização mundial e não uma pequena seita.
De fato, a mídia se voltou contra a VMRO e os tem criticado impiedosamente pelo que fizeram.
Atualmente, está-se dando entrada em processos contra em torno de 15 a 60 homens que participaram do ataque e certamente a lista vai aumentar, ao passo que outros forem identificados.
Uma irmã, que estava no Salão do Reino na ocasião, comentou que ela se sentiu verdadeiramente como uma ovelha sob a proteção de um pastor, pois os irmãos anciãos os instruíram a ficar dentro do Salão do Reino, enquanto eles mesmos ficaram do lado de fora para bloquear a porta e não permitir que ninguém entrasse, mesmos sabendo que seriam feridos.
O relatório oficial do que ocorreu está no www.jw-media.org (em inglês).
Sintam-se à vontade para compartilhar essa informação com os irmãos ou irmãs.
Não leiam esse e-mail na reunião para a Congregação.
Por favor, continuem a orar pelos seus irmãos e irmãs na Bulgária.
Seus amigos
J. J.
 
Update on Bulgaria attack.

I just received this encouraging follow-up report on the situation about the attacks on a Kingdom Hall on the night of the 2011 Memorial.

We want to thank the many who have inquired about the welfare of our brothers and sisters  wonderful outcome about the Bulgarian attacks here in Bulgaria after the recent attack in the city of Burgas.  First we want to assure you that everyone is okay and we do not expect more attacks.  Of the five brothers that received medical attention, none of the injuries were life- threatening. One brother did have surgery to correct damage done to his nose.

So what exactly led up to this attack?
The protesters were organized by a political group called the VMRO.  Their political platform is run on the idea of a “clean Bulgaria”, or getting rid of all influences that are not Bulgarian in origin(a little like the Nazi party). They do not currently have a strong foot hold in the government.

Interestingly enough, Jehovah’s Witnesses are the only ones they choose to publicly ridicule. Maybe because we are good press for them.  For over ten years they have spread lies about us through the media calling us a “dangerous sect” and claiming that we encourage suicide, kill our
children and refuse medical treatment.  They also claim that we are banned in many European countries, even though, we are not of course. Since becoming a branch in 2007, a legal
department was formed here in Bulgaria that now sues the media when they make these false
accusations.  Because of this, members of the VMRO have started to make personal  appearances on TV so that they can tell their lies, since the media will no longer do it for them.
The VMRO have enough people in key places that it has made it extremely difficult to build  Kingdom Halls on property that organization already owns.  In the worst case in Varna, the legal department has taken the city to court over their illegal actions with regards to our property there for close to ten years.

Of course, the fact that JW are winning their court battles is increasingly frustrating to the VMRO. The day after the attack, the VMRO party leader for Sofia said in an interview that they purposefully chose the Memorial of Christ’s Death for the protest because from their viewpoint this dangerous
sect should not be allowed to have anything to do with Jesus Christ. (Previously, one of the biggest misconceptions about JWs was that we do not believe in Jesus.  Now it is known nationally that
we do.)

He also said that they felt they had to respond more aggressively since during the previous three weeks we had also been more aggressive in our preaching work (the campaign for distributing invitations to the Memorial).

As we know, Jehovah can turn any curse into a blessing. Although we are sorry that the local brothers and sisters had to endure this attack, it has resulted in a great witness.  Most Bulgarians are shocked and appalled at the violence that took place.  It has softened many peoples attitude
towards JWs.  For the first time the media has allowed JW to give a clear evidence to refute the lies that have been told about us and they are also realizing that we are a worldwide organization and not some small sect.  In fact, the media has actually turned on the VMRO and are ruthlessly criticizing them for their role in this. Currently charges are being pressed against 15 of the 60 men at the attack, no doubt this list will grow longer as others are identified.
One sister who was in the Kingdom Hall at the time commented that she truly felt like a sheep under the protection of a shepherd because the elders instructed them to stay inside the Kingdom Hall while they stayed in the foyer and blocked the front door, with injury to themselves, so that no one could get past them into the hall.

The official account of what happened is at www.jw-media.org.  Feel free to share this information with the brothers and sisters personally, but please do not read this email at a meeting. Please keep our brothers and sisters in Bulgaria in your prayers.

Your friends,

3 pensamientos en “Actualización sobre el ataque de Bulgaria.”

  1. la primera vez que vi el video llore mucho me causo un gran impacto ver como nuestros hermanos eran brutalmente golpeados, hermanos quiero que sepan que aqui en california E.U estamos al tanto de lo que paso grasias al video que fue tomado el dia de la conmemoracion muchos de nosotros quedamos frustados pero muy conmovidos por su reccion que fue como deveria de ser pacifica como un verdadero seguidor de Cristo y amador de Jehova Dios. Estoy segura de que Jehova LO ESTA VIENDO TODO y que este sufrimiento va a pasar muy pronto estoy segura de que este hecho se va a resultar en una gran predicacion la cual va a abrir las pueratas a mas conversaciones con la gente y los siceros de corazon se uniran a nosotros en la adoracion pura. los quiero mucho sean fuertes no estan solos Jehova nos a abierto los ojos para ver que son mas los que estan con nosotros (contando a Jehova, Jesus y los poderosos angeles). SALUDOS A TODOS SU AMIGA YADIRA SANDRIA

  2. QUERIDOS HERMANOS,AGRADECEMOS MUCHO EL QUE NOS MANTENGAN INFORMADOS DE LA SITUACION DE NUESTROS HERMANOS DE BULGARIA Y OTRAS PARTES DEL MUNDO.QUIERO QUE SEPAN QUE TANTO A NIVEL PERSONAL COMO EN NUESTRAS REUNIONES ESTAMOS ORANDO POR TODOS ELLOS, Y QUE TENGAN PRESENTE LAS PALABRAS DE ISAIAS 54-17. ESPERAMOS QUE JEHOVA LOS SIGA BENDICIENDO

  3. jehova los bendiga mis queridos hermanos el bendesira de gran manera su aguante y muchas gracias por mantenernos informados animo

Deja un comentario

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *