Avante, testemunhas! Historia do cântico 29

“Firmes, pujantes, os servos do senhor,/ As novas do Reino, defendem com ardor,/ Pois sabem que Deus os resguarda;/ Seu poder contra Satanás não tarda.”

Estas são as linhas iniciais do cântico 29, no cancioneiro das Testemunhas de Jeová, Cantemos Louvores a Jeová. O seu apreço por esse cântico talvez se aprofunde por saber que essa melodia foi composta num campo de concentração na Alemanha nazista. Recentemente, cerca de 500 membros da família de Betel alemã, em Selters, ouviram uma entrevista gravada com o compositor do cântico, Erich Frost. *** w88 15/3 p. 21 Avante, testemunhas! ***
Erich Frost findou sua carreira terrestre em 30 de outubro de 1987, aos 86 anos. Nasceu em 22 de dezembro de 1900, foi batizado em 4 de março de 1923 e ingressou no ministério de tempo integral em 1928. Em 1936 foi nomeado encarregado do trabalho às ocultas das perseguidas Testemunhas de Jeová na Alemanha, cumprindo bem essa tarefa por oito meses, até ser encarcerado num campo de concentração. Depois da guerra, de 1945 a 1955, serviu como superintendente da filial da Sociedade Torre de Vigia (EUA) na Alemanha. (Veja A Sentinela de 1.° de novembro de 1961, páginas 665-71.) Depois disso, continuou a servir fielmente a Jeová. Deus não se esquece do trabalho de tais cristãos ungidos, nem do amor que mostram ao Seu nome. — Hebreus 6:10.

2 pensamientos en “Avante, testemunhas! Historia do cântico 29”

Deja un comentario

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos necesarios están marcados *

Puedes usar las siguientes etiquetas y atributos HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>