Triângulos Roxos Testemunhas de Jeová e o Holocausto

Testemunhas de Jeová e o Holocausto
Em 1933, mesmo ano em que Adolf Hitler foi nomeado novo chanceler da Alemanha , Hitler com sua ideologia nazista lançou uma campanha para aniquilar as Testemunhas de Jeová. No ano de 1935 elas estavam proscritas em toda nação ariana.

Quando Hitler assumiu o poder teria dito em um de seus discursos:
“Esses chamados Fervorosos Estudantes da Bíblia, são perturbadores; … considero-os charlatães, não os tolerarei, por suas arrogantes denúncias aos católicos alemães e ao estado de direito por isso os dissolvo para sempre da Alemanha.”

Depois disto, o estado nazista desencadeou uma das mais bárbaras perseguições contra cristãos já registrada na história. Milhares de Testemunhas de Jeová na Alemanha, Áustria, Polônia, Tchecoslováquia, Países Baixos e França, dentre outros, foram lançados em campos de concentração. Cita-se o exemplo da família Kusserow, de Bad Lippspringe,Alemanha: Franz e Hilda possuíam uma família grande, com 11 filhos, 6 rapazes e 5 moças. Sob o regime nazista, 12 membros dessa família de 13 pessoas foram sentenciados a um total de 65 anos em prisões e campos de concentração. Em 1940, aos 25 anos, Wilhelm foi fuzilado como objetor de consciência. Dois anos depois, pelo mesmo motivo, Wolfgang, seu irmão, de 20 anos, foi decapitado na penitenciária de Brandenburg. Em 1946, aos 28 anos, o irmão dele, Karl-Heinz, morreu de tuberculose, depois de ter sido trazido doente de Dachau. Tanto os pais como as filhas cumpriram penas em prisões e campos de concentração.

Triângulos Roxos parte 1 Testemunhas de Jeová e o Holocausto

Triângulos Roxos parte 2 Testemunhas de Jeová e o Holocausto

Triângulos Roxos parte 3 Testemunhas de Jeová e o Holocausto

Deja un comentario

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *